O Brasil tem uma das piores (e mais mesquinhas) elites do mundo

epublico-eparatodos-obrasil-tem-uma-das-piores

O Brasil tem uma das piores (e mais mesquinhas) elites do mundo

👎 O Brasil tem a 6ª pior elite do mundo, segundo o Índice de Qualidade das Elites (EQx).

 

📊 O ranking avaliou os chamados “acumuladores de riqueza e poder” (grupos das esferas social, política e econômica) presentes em 32 países.

 

🔎 O índice examina o quanto as elites exploram suas nações em relação ao valor que geram para elas.

 

🥇 Cingapura, Suíça e Alemanha foram os países mais bem avaliados, porque suas elites contribuem para o crescimento econômico e para o desenvolvimento humano.

 

💔 Já o Brasil ficou em 27º lugar, atrás de países como Cazaquistão, Arábia Saudita e Botswana.

 

😖 Nossas elites são mesquinhas, porque exploram muito a população, concentram muito poder em si mesmas, usam esse poder para explorar ainda mais a sociedade, e geram pouquíssimos benefícios em contrapartida.

 

📺 Por seus próprios interesses, manipulam as informações (a velha mídia brasileira é concentrada nas mãos de pouquíssimas famílias), corrompem políticos e desestabilizam a democracia (lembra do pato 🦆 amarelo?).

 

🤏 Também são pouquíssimas sensíveis aos problemas sociais e raramente dispostas às tentativas de promoção de equilíbrio social. Míopes, não conseguem (ou não querem) enxergar benefício em resolver problemas da sociedade.

 

💀 Além de atrapalharem o desenvolvimento nacional, as elites brasileiras são voltadas exclusivamente à conquista de favores e privilégios. Para elas, o que interessa é acumular por acumular.

 

⚠ Não é por acaso que apoiam e financiam a Reforma Administrativa (PEC 32/2020), que visa aumentar as desigualdades do povo para privilegiar as próprias elites, entregando serviços públicos para empresas privadas lucrarem.

 

✊ Para enfrentar o comportamento mesquinho das elites brasileiras, valorize o serviço público. Ele sim é para todos.

 

 

#ServiçoPúblico #ÉPublico #ÉpraTodos #ValorizeOServidor #ReformaAdministrativaNão

 

Veja outros materiais da campanha
Conheça nossa página no Facebook
Siga-nos no Instagram