Brasil quer adotar as mesmas reformas que deram errado no Chile

E-PUBLICO-BRASIL-QUER-ADOTAR-AS-MESMAS-REFORMAS

Brasil quer adotar as mesmas reformas que deram errado no Chile

? Para aprovar a Reforma Administrativa (PEC 32/2020), o ministro da Economia, Paulo Guedes, cita o modelo econômico adotado pelo Chile na década de 1980 como um grande sucesso.

 

? Mas, a verdade é que há 40 anos foram implementadas políticas que levaram ao fim de quase todos os serviços públicos gratuitos e essenciais.

 

? Lá, eles pagam impostos semelhantes aos nossos. Porém, praticamente não são assistidos pelo Estado em seus direitos básicos. Pagam caro por saúde, educação, água, e recebem aposentadorias miseráveis (90% recebe menos de 60% de um salário-mínimo).

 

?? O esgotamento daquele sistema gerou uma convulsão social que se transformou em gigantescas manifestações entre 2019 e 2020, exigindo o fim das Reformas e o retorno dos serviços públicos gratuitos. Conquistaram a aprovação de um plebiscito e uma nova Constituição será criada!

 

? Contudo, Guedes esconde isso, e também não fala como o projeto do governo vai prejudicar o povo. Sobre o fracasso do modelo implementado no Chile, ele agora se cala.

 

? As reformas do governo são um grande sucesso APENAS para a iniciativa privada, que se aproveita dos serviços públicos para lucrar às custas das carências do povo.

 

⚠ Entenda: lutar contra a PEC 32 é defender a população brasileira (sobretudo a mais pobre), para que nosso país não colha lá na frente o resultado dessa bomba-relógio que o governo pretende implementar.

 

✊Vem com a gente, e valorize o serviço público. É para todos!

 

#ServiçoPúblico #ÉPublico #ÉpraTodos #ValorizeOServidor #ReformaAdministrativaNão

 

Veja outros materiais da campanha
Conheça nossa página no Facebook
Siga-nos no Instagram