Políticos corruptos apoiam a Reforma Administrativa

políticos-corruptos-apoiam-a-Reforma-administrativa

Políticos corruptos apoiam a Reforma Administrativa

Dois casos que foram muito marcantes em 2021 mostraram ao Brasil o quanto a proteção garantida pela estabilidade é fundamental para que servidores possam cumprir com suas funções sem que tenham que se submeter às vontades de políticos corruptos: ⤵

1⃣ Caso não tivesse seu emprego protegido contra demissões arbitrárias, o servidor do Ministério da Saúde Luís Miranda não teria denunciado o escândalo de corrupção envolvendo a tentativa de compra de vacinas superfaturadas pelo governo de Jair Bolsonaro.

2⃣ A estabilidade garantiu que o delegado da Polícia Federal Alexandre Saraiva pudesse levar adiante a investigação sobre crimes praticados pelo então ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles na venda ilegal de madeiras (na maior apreensão da história do Brasil). Apesar de ser ameaçado, perseguido e removido da função que exercia como superintendente da Polícia Federal no Amazonas, não pôde ser demitido.

❗ Esses dois casos, envolvendo crimes cometidos por membros do governo Bolsonaro, explicam por que há tanto esforço do próprio governo para aprovar a Reforma Administrativa (PEC 32/2020) e acabar com a estabilidade dos servidores.

👀 Sem conseguir apoio para aprovar o projeto, o governo camufla suas intenções com a proposta de “contratações temporárias”. Assim, funcionários sem estabilidade seriam ameaçados e demitidos com facilidade se apresentassem alguma denúncia.

✊ A estabilidade é uma garantia não só dos servidores, mas de toda a sociedade, que precisa de seus serviços públicos livres de corrução e das influências políticas de quem não tem compromisso com o Brasil.

#serviçopúblicoparatodos #ServiçoPúblico #ValorizeOServidor #ReformaAdministrativaNão #PEC32Não